Você está aqui:Home»Blog»Mudança Necessária

Mudança Necessária

Quinta, 01 Novembro 2012 14:57 Escrito por 
Mudança necessária Viviam juntas há mais de uma década. Viviam na delas e quem as conhecia, dizia que eram gente boa e do bem. Precisaram mudar de endereço por conta da transferência do trabalho de uma delas. Depois de visitarem uns tantos apartamentos, gostaram de um que o próprio zelador do prédio lhes mostrou. Estava reformado e bem localizado. A rua não era das mais silenciosas, mas diante de tantos fatores a ponderar, elas entenderam que um ar condicionado evitaria os sons de fora e seria perfeito para o verão que já se anunciava escaldante. Ligaram para o corretor e marcaram um encontro. Todos chegaram pontualmente. As duas olharam tudo minuciosamente tendo o corretor passeando atrás delas. Faziam planos do que ficaria onde. Tudo que tinham iria se encaixar bem naquele espaço. Felizes da vida declararam-se decididas a alugar aquele apartamento. O corretor lhes apresentou uma ficha para que preenchessem. Nome, endereço, idade, estado civil, etc. Como não tinham nada a esconder, preencheram sua condição de companheiras e todas as demais informações em poucos minutos. O corretor recebeu a ficha cheio de sorrisos. Provavelmente, já devia estar fazendo planos a respeito da comissão que iria receber. Subitamente, uma ruga marcou sua testa emitindo um sinal inequívoco de que alguma coisa estava errada. Muito errada. Quer dizer que vocês não são irmãs, nem primas, nem amigas? É. Quer dizer que vocês são... São... São marido e mulher? E agora? Como que eu arrumo uma situação dessas? Só podia acontecer comigo mesmo! Calma, meu senhor! Não está acontecendo nada demais. A senhora acha mesmo? Claro! Estamos no século XXI. Há leis. Então a senhora acha que vou levar para o proprietário do imóvel, uma ficha de duas mulheres... Duas mulheres o quê? Bem, duas mulheres vocês sabem melhor que eu o quê! Qual o problema? Esse é um prédio de família. Tem crianças e não será um bom exemplo. A conversa pegou um rumo perigoso. O corretor ofendeu as duas mulheres. Elas sabiam se defender e exigiram que a ficha de locação que preencheram fosse encaminhada para o proprietário. O preconceito dele fez com que um risinho imoral aparecesse nos seus lábios. Para encurtar essa história, depois de uma semana, entre idas e vindas de papéis e documentos, as duas mulheres se mudaram para a nova residência. O corretor foi avisado que poderia ter que responder sobre seus atos e até ser julgado como criminoso. Só lhe restou enfiar seu sorriso besta junto com suas verdades e sua arrogância em algum buraco. O zelador fez questão de fofocar que viu o corretor com flores indo fazer uma visita para as novas inquilinas...
Lido 1084 vezes
Avalie este item
(2 votos)

Comente e Compartilhe

1 Comentário

  • Link do comentário Lucia Lückmann Quinta, 01 Novembro 2012 17:19 postado por Lucia Lückmann

    Minha amiga escritora, como sempre entenada com as mudanças do século XXI!

    Ri muito com a historinha e pensei nas crianças, mais do que nós entenadas e que nem de longe se importariam com tal fato; e ainda iriam era gostar de ver duas "tias" tão amigas e carinhosas, "legais" uma com a outra.
    E de repente bem diferentes dos pais delas, às turras quase sempre...

    Boa, querida, mais um texto moderno e criativo.
    Gostei.

    Beijinhos

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*).

Newsletter

Receba as atualização do site por e-mail.

Os + Lidos

Facebook