Você está aqui:Home»Blog»Dorme Luna
Estava na penumbra contando uma história para minha neta mais velha. Era uma história inventada por mim sobre uma Princesinha que, como essa minha neta, não sabia adormecer sozinha. Com seus dois anos e meio e uma enorme capacidade para absorver minhas propostas de faz de conta, Luna me escutava atentamente. A princesa da história estava deixando o rei e a rainha loucos. Eles faziam de tudo para ela adormecer, mas não conseguiam. Quando a princesa era neném se acostumou a dormir sem chorar. Adormecia sempre com a boquinha cheia de leite do peito de sua mãe. Uma gracinha. Os problemas começaram quando parou de se alimentar dessa maneira. O rei e a rainha, que eram fortes e amavam muito sua princesinha, passaram a se revezar para colocá-la em seus braços e cantar músicas para chamar seu sono. A princesinha adorava a voz dos pais e a cada dia foi aumentando o tempo em que ficava no colo deles pelos corredores do palácio real. Como a princesa estava crescendo e ficando pesada , a rainha, cheia de dores nas costas, achou melhor mudar esse método. Passaram a adotar uma rotina. Ela jantava, escovava os dentes, ouvia uma história e então, o rei ou a rainha, sem dizer mais nada, batia no bumbum dela. A princesa achou muito esquisita essa novidade. Era preciso fazer muita força para ficar de olhos fechados. Como não conseguia sossegar, pedia mil coisas. Dizia que queria água. Pedia para fazer xixi. Queria ver as estrelas e os planetas no céu. Tagarelava sem parar com um monte de palavras incríveis e frases desconcertantes para a sua pouca idade. Demonstrava possuir uma inteligência considerável, mas fechar os olhos e dormir, isso não sabia. Tiveram que apelar para o feiticeiro real. Com seu chapéu pontudo, barba longa e roupa engraçada ele pediu para ver o travesseiro da princesa. Examinou-o cuidadosamente dos dois lados. Cheirou-o e o apalpou. Com ares de quem havia descoberto algo muito importante, declarou: Princesa, todos os travesseiros tem dois lados, mas só um dos lados é o que conduz aos sonhos. Para você dormir, não precisa de nada, nem de ninguém, basta achar o lado certo e começar o seu sonho... Vovó, o que é sonho? Foi desse jeito que Luna me interrompeu. Respondi que sonho é uma história que aparece na cabeça da gente quando dormimos. Pode começar num campo bonito cheio de flores. Pode aparecer uma chuva forte ou um lago com peixinhos dourados. Luna fechou os olhos talvez vencida pelo cansaço, talvez querendo experimentar a mágica que eu, ou o feiticeiro, estava lhe propondo. Continuei lhe dizendo que o fantástico é que de repente ela poderia se ver nesse lugar. Poderia aparecer correndo com amiguinhos ou mesmo deitadinha olhando para o céu. Notei que ela se mexia, como buscando uma posição. Senti sua respiração entrando numa cadencia lenta. Levantei de mansinho. Saí do quarto acreditando que Luna adormecera.
Lido 950 vezes
Avalie este item
(1 Votar)

Comente e Compartilhe

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*).

Newsletter

Receba as atualização do site por e-mail.

Os + Lidos

Facebook