Você está aqui:Home»Blog»BRUNA
Dormi bem, mas acordei estranha. Consigo notar que o sol brilha. Noto, contudo, um desassossego dentro de mim. Quero entender e frear essa onda. Preparo meu café com leite e, como tenho um tempinho, pego uma revista que assino e nunca leio. Folheio-a e deixo-a para lá. Olho a hora e constato que a minha ajudante está atrasada. Escuto a voz do vizinho e me incomoda a sua ladainha pelo telefone. Ele parece gostar de fazer reclamações. Tenho e-mails para organizar, mas não sinto nenhum tesão para fazer isso. Já são mais de quinhentos. Que explodam! Procuro uma receita na internet e acabo resolvendo que vou fazer do meu jeito. O noticiário estampa que o Papa vai cair fora. Por mim, pode ir. Minha cabeça me lembra que a menina Bruna vai iniciar sua quimio na semana que vem. Resolvo abrir esse arquivo. As recordações de outras quimios me invadem. Sinto a excitação de revisitar um lugar querido. Lembro de chegar bem cedo no Hospital com minha mãe e receber o carinho de cada pessoa que formava a equipe de oncologia. Lembro de ver as crianças que faziam a quimio. Lembro dos sorrisos daquelas crianças, que serviam como avisos para que as pessoas não levassem tristeza e angustia para perto delas. Quem faz quimio acaba entendendo o ritmo lento das gotas da medicação. Só entra uma gota de cada vez. É assim que funciona e que dá certo. Não precisa, nem pode ser nada veloz. É o maior aprendizado de paciência. Bruna vai aprender. Bruna vai ser cercada de médicos, enfermeiras, nutricionistas e muitos outros profissionais que estarão trabalhando para lhe ajudar. Bruna tem sorte. Tem uma família para lhe dar todo o suporte, para lhe dar amor. Pode ser que, no futuro, decida ser médica ou enfermeira para poder dar vazão a sua gratidão. Pode ser que prefira deixar essa decisão para mais tarde e queira antes conhecer o mundo. Quem há de saber isso agora? Bruna hoje tem onze anos e olhos no futuro. Bruna hoje deve estar se preparando para sua quimio. É com ela que estou agora e com quem quero estar. É para ela que meu coração se dirige. Há muita gente que está torcendo por Bruna e que vai vibrar a cada etapa que ela ultrapassar. Um brinde à vida, à vida de Bruna. Le Chaim!
Lido 1258 vezes
Avalie este item
(6 votos)

Comente e Compartilhe

2 Comentários

  • Link do comentário Neila Rugai Domingo, 24 Fevereiro 2013 13:57 postado por Neila Rugai

    Um brinde para Bruna que não conheço mas me junto a todos que oram por ela. Saúde Bruna.

    Relatar
  • Link do comentário Gilberto Catran Domingo, 24 Fevereiro 2013 09:46 postado por Gilberto Catran

    Brunas podem ser pacientes. Mas também médicas de nosso próprio desassossego.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*).

Newsletter

Receba as atualização do site por e-mail.

Os + Lidos

Facebook