Você está aqui:Home»Blog»Auschwitz 70 Anos
´ Hoje, 27 de janeiro de 2015, fazem 70 anos da libertação de Auschwitz. Muita gente já cansou deste tema e prefere não permitir que uma história que aconteceu há tanto tempo possa abalar seu dia ou mesmo seu humor. De uma forma muito semelhante, tal atitude foi tomada por uma parte dos europeus no pós-guerra. Preferiram lidar com o holocausto sem querer remexer nos escombros, sem permitir que o assunto fosse vomitado das gargantas dos sobreviventes. Numa tentativa eufórica e patológica, havia um forte desejo de seguir adiante, reconstruir o que havia sido danificado e partir para o futuro, como se o assunto pudesse ser encerrado por um decreto não enunciado. Assim que foram se fortalecendo de forma física, psicológica e espiritual, deixando para trás a condição de mortos-vivos como foram encontrados, ousados e firmes na crença da importância de não se calar, os sobreviventes, conseguiram relatar o que lhes aconteceu. Muitos levaram mais de uma década para conseguir iniciar a contar os horrores que passaram. Inicialmente falaram para seus familiares e conhecidos e, depois, para os que estivessem dispostos a ouvir. Esses relatos foram considerados preciosidades. Hoje em dia, muitos dos relatos de sobreviventes do holocausto estão filmados e guardados como tesouros em museus do holocausto espalhados pelo mundo. Há quem se dedique ferrenhamente a espalhar a ideia de que o holocausto é uma invenção dos judeus. Em poucos anos, nenhum sobrevivente estará mais vivo. Hoje já são poucos. Muito poucos. Uno-me ao contingente de pessoas espalhadas pelo mundo que entende que a lembrança dos sobreviventes é crucial para que a história não seja deturpada. Não sou hipócrita para me desculpar de tomar seu tempo falando desse assunto. Escrevo justamente para aumentar o número de pessoas com, ao menos, algum conhecimento do assunto. Escrevo para atingir também pessoas que possam ser lembradas e sensibilizadas com esse assunto. Escrevo para que meus filhos saibam que nunca esqueci e que é importante que eles nunca esqueçam. Para finalizar, mais que um minuto de silêncio em homenagem aos 70 anos de libertação de Auschwitz, proponho minutos de pesquisa em ao menos um dos muitos Museus do Holocausto na internet. Para facilitar, basta clicar nos links:             Curitiba http://www.museudoholocausto.org.br, Berlim http://www.alemanhaporquenao.com/2013/05/judisches-museum-berlin-o-museu-judaico.html, Israel (www.yadvashem.org), Washington http://www.ushmm.org/ . Hoje e sempre, que sejam honrados todos os que foram assassinados no Holocausto! Hoje e sempre, que sejam honrados os sobreviventes do Holocausto e seus relatos!
Lido 851 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Comente e Compartilhe

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*).

Newsletter

Receba as atualização do site por e-mail.

Os + Lidos

Facebook